quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

2009 cheganduh ao fim ¬¬


Um ano termina, outro começa, sonhos apagados, amores partidos, projetos frustados, ainda bem que o este ano vai embora, vai ser trocado por um outro novinho em folha, e com ele virão, novos sonhos, novos amores, novos projetos.


Um ano termina, outro começa, sonhos realizados, amores encontrados, projetos concluidos, é uma pena que este ano vai embora, vai ser trocado por um outro, sonhos indefinidos, amores incertos, projetos duvidosos.


Enfim, é sempre assim, para uns o ano foi bom, para outros nem tanto. Mas apesar da indefinição, apesar da incerteza, apesar das dúvidas, o novo ano vai começar.

E que no final deste novo ano, que você esteja entre aqueles que acharão que tiveram um bom ano.

Fim de ano



Há uma aflição, uma urgência no ar. Não sei bem que fenômeno cabalístico acontece com a contagem dos meses, mas o fato é que a proximidade de dezembro tem um efeito especial. Muito diferente da chegada de qualquer outro mês, como setembro ou maio.


Não falo de acontecimentos externos, como a primavera ou as inversões térmicas. Quanto a isso, cada mês tem suas flores e suas dores. Refiro-me a sensações profundas, existenciais, que nos levam a acreditar que, com a proximidade de dezembro, devemos tomar algumas providências urgentes, antes que o ano termine.

Mas o que realmente acaba, quando o ano acaba? Que gongo vai soar em dezembro, que acontecimento mágico virá com janeiro -- esse mês que imaginamos tão imaculado quanto um caderno novo, e que não devemos conspurcar com as sobras do ano anterior? Por que essa ansiedade de acertar contas, cumprir promessas, realizar todos os rituais de purificação, antes que o quê? Os dentistas, terapeutas, jardineiros e decoradores sabem do que eu estou falando.

Gente tem uma maneira estranha de levar a vida. Parece que vivemos sob uma permanente sensação de culpa, da falta, de débito. Não acredito que esses sentimentos sejam inerentes à natureza humana -- como a marcha bípede ou a capacidade de simbolização. Sentir-se eternamente culpado só pode ser algum desvio de rota da humanidade, alguma distorção imposta, que agora está colada à nossa coluna vertebral ereta, como uma condenação.

As mães acham que cometeram grandes erros na educação dos seus filhos; os homens sentem-se incompetentes diante dos desejos de suas parceiras; as mulheres carregam o fardo de achar que não são suficientemente dedicadas, ou bonita, ou inteligentes, ou sabe Deus o quê. Enfim, estamos o tempo todo descontentes com o que somos e fazemos, prometendo sempre que, antes que o ano acabe (qualquer ano, todos os anos), a gente vai fazer tudo o que acha que deveria ter feito e não fez. Assim, na maior correria, antes do fim do ano, vamos começar a fazer ginástica, estudar inglês, fazer terapia, arrumar o jardim, vamos... Essa lista não tem fim.

O fato é que uma lista como essa só serve para alimentar nossa sensação de incompetência. E esta, por sua vez, vem de uma certa onipotência, da fantasia de ter o controle dos acontecimentos, que leva a acreditar que nossas atitudes dependem apenas de um ato de vontade. Como se pudéssemos determinar o que cabe e o que não cabe em cada momento da vida. Mas é inútil brigar: já está definido de antemão que o que cabe é sempre o mais urgente ou o que está mais próximo, e não o que é fundamental.

A vida se define no varejo, não no atacado. Isto é, não adianta traçar grandes metas nem querer selar compromissos com o futuro. São as miudezas do cotidiano que nos ocupam, que definem a pessoa que somos e traçam nosso destino. E chega uma hora em que a gente tem de acreditar que o futuro já chegou, não é amanhã nem no ano que vem: é hoje, aqui e agora. Todo dia.

A pessoa que sou não é em a que eu gostaria de ter sido. Não sou (nem nunca serei) perfeita, maravilhosa, fascinante. Sou apenas uma mulher do meu tempo, bem-intencionada mas bastante desajeitada, suficientemente sensível para perceber as necessidades e desejos do meu próximo, mas, na maioria das vezes, incompetente para atendê-los. E já aprendi que não serei nunca muito diferente dessa que sou hoje. Terei mais cabelos brancos, mais rugas, posso tentar enfeitar um pouco minha imagem interna e externa, dar uns arremates, prestar mais atenção para tentar errar menos. Mas a essência não vai mudar. Perfeita, não serei nunca, nem com cirurgias plásticas, nem com mais algumas décadas de análise.

Pensando bem, talvez o mundo não tenha perdido muito, ao ficar definitivamente privado dessa que eu acreditava que deveria ser. Talvez, para que o mundo fique melhor, mais aconchegante, mais quentinho, o que está em falta não são seres olímpicos e perfeitos; mas reles mortais, falíveis e humanos, um pouco mais conformados com as fraquezas e limitações, as próprias e as alheias. Já há culpas demais, frustrações demais. Onipotência demais. Desta vez, ao invés de sair correndo para não deixar nada pendente para janeiro, proponho que se tome uma atitude realmente nova.

Poderíamos hastear, antes que o ano acabe, a bandeira da trégua, do descanso. Vamos anunciar a hora da conquista maior: gostar do que a gente conseguiu, sem lamentar o que supostamente deveria ter conquistado. A hora de valorizar o que a gente é, sem se remoer pelo que poderia ter sido e não foi.

Antes que o ano acabe, vou procurar meus filhos, um por um, para dizer-lhes que fiz o que pude por eles, neste ano que acaba e em todos os outros. Certamente menos do que eu gostaria de ter feito, muito menos do que eles acreditam merecer, mas o máximo que se fez possível dentro dos meus humanos limites. Vou olhar nos olhos do companheiro e reiterar o que ele provavelmente já descobriu: não sou a princesa do reino da fantasia, não há encantamento a ser quebrado para me tornar loura e linda, meiga e delicada. Minha medida é esta que aqui está, para o bem ou para o mal. Ou seja: no ano que vem, não serei nem melhor nem mais bonita do que tenho sido. Mas talvez venha a ser uma pessoa mais tranqüila, mais tolerante comigo mesma e com os outros. Espero que seja suficiente.

Lidia Aratangy em "O Amor Tem Mil Caras"

sábado, 19 de dezembro de 2009

Saudade é não saber.

Não saber o q fazer com os dias q ficaram mais compridos,ñ saber como encontrar tarefas q lhe cessem o pensamento, ñ saber como frear as lágrimas diante de uma música, ñ saber como vencer a dor d um silênco q nada preenche.

¬¬

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Algumas palavras'





As rosas brancas, agora manchadas de sangue, completando a bela imagem da morte em sua melhor face. O amor. Uma forma de morte. Uma forma de morrer. Uma forma de matar. Mata-se por tão pouco. Morre-se por tão pouco. Por que não por amor? As rosas apodreceram, o sangue secou. Talvez nada tenha restado ali, talvez não para olhos superficiais. Talvez aquele amor nem tivesse existido, talvez não tivesse tido tempo para isso. Mas eles tentaram. Tarde demais, mas tentaram. Como dizem? Nunca é tarde demais.





.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Falando sinceramente




Eu ñ sei se sinto espanto ou sorrio. Arde em mim a nobreza d um sentimento q coordena os meus passos. Invade minha razão...
Eu era quase comum - muito segura d mim, um tanto independente...P)ensava até saber sorrir. Acreditava ter tocado o céu algumas vezes d tanta felicidade. Sinceramente, acreditavaq a vida resumiria a breves palpitações no orgão muscular, - aquele coração vez ou outra- .
Depois q o conheci vivo em taquicardia. As mãos ñ se contentam em permanecer unidas aos meus braços e insistem em buscar as mãos dele. Tudo q aprendi foi desnecessário. Ele consegui unir todas as melhores coisas do mundo em seu sorriso largo.
Estou a escrever numa situação esmagadora, pq minhas mãos ñ conseguem segurar todas as palavras e canções e fotos e beijos e ELE.

Ele diz:

" Não adianta dizer "eu te amo!"... se o olhar é fosco e o sorriso é calmo ..."




¬¬
arrazada
¬¬

domingo, 13 de dezembro de 2009

Noízia ♥

Hj part d mim vai embora,
embarca  em um vôo e eu espero q pra tão mais logo voltar,
vou sentir tanta saudade,
ainda lembro do dia em q nos conhecemos, [ Noízia, a chata ] hehehehe,
pois é , hj euh e vc somos a prova d q a primeira impressão ñ é a q fica,
hj somos amigas/irmãs, uma irmã q a vida me permitiu escolher.
Tantos momentos,tantas risadas, tanta conversa jogada fora, tanta cumplicidade, tanta amizade.  :D
{...}  palavra nenhuma explica, quantidade nenhuma é bastant, e repetir milhões d vezes parec em vão.A únik coisa q pod demonstrar é o carinho, os momentos, as risadas, as conversas, os conselhos, a vida vivida uma com a outra!
Pq amor d amigo ñ se explica, ñ se compara, ñ se discut, ñ se despreza, ñ se entend, só se agradece e se demonstra!
Vc?
Já estar tatuada em mim, no lugar mais especial [ no meu ♥.




'   eu poderia suportar, embora ñ sem dor, q tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!




'te adooorUh  peeenkas 
¬¬

12 de dezembro de 2009 [ part 2


Ele?
'tava mais linduh do q nunk.

sábado, 12 de dezembro de 2009

12 de dezembro de 2009





A vida seria tão boa se pudéssemos congelar alguns momentos no tempo.
Um tempo qnd estavamos felizes.
Qnd sabíamos q éramos amada.
Mas ñ podemos.
E assim, ao invés disso, nos vemos retraçando pegadas, q podem ser levadas pela chuva.
Lutamos para lembrar d nossas conexões msm qnd o tempo passa uma esponja em nosso passado.
E nós nos esforçamos para fazer novas conexões com a esperança d q o tempo nos favoreça.
Qnd a comunicação falhar, as palaras ficam.
Prova d q estivemos aqui, q fomos importantes e q alguém se importou conosco.
No final, o passado pode ser tudo o q teremos.



¬¬

' aproveite a vida sem acreditar no amor e magoe outras pessoas [ e assim continua o ciclo vicioso




André magoa Maria, que magoa João que magoa Cíntia, que magoa Pedro que magoa Carla, que magoa Vítor que magoa Lania...



Lania por sua vez magoa André.


Até que todos descobrem q amor é atitude,alguns resolvem acreditar, outros não.

Os que acreditam conseguem ser felizes pq acreditam que são felizes,
os que não acreditam conseguem ser felizes mas não acreditam que são e nunca ficam satisfeitos.




[texto d uma  das muitas conversas com um amigo (será q ele é imaginário?)]

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

[b]Coca Cola [/b]- Garota Safada [ nem precisa comentar mais nd,é suficient... =/

(8)


Se não quer me amar,então pode ir embora,um novo amor vai chegar.
Já tá passando da hora,eu vou me recuperar e você pode ter certeza
nunca vai me ver chorar.


Eu liguei,mas não me atendeu.
Chamei,e não me respondeu.
Escrevi,sei que você não leu,mas não importa,eu não vou mais bater a sua porta,cansei de implorar.


Quando você tava carente eu fiquei contigo.
Na madrugada fria eu cuidei de você.
Agora virou coca-cola tem muitos amigos.
Até passa e finge não me reconhecer.
Normal, de boa,também não sei quem é você..


(8)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

' ♥ vou te contar



' que quer q te conte?....  os olhos ja nao podem ver ... coisas que só o coraçao pode entender ... fundamental é mesmo o amor, é impossivel ser feliz sozinho :))

O resto é mar,é tudo que eu não sei contar'
São coisas lindas q eu tenho pra te dar,vem de mansinho a brisa e me diz:
' é impossível ser feliz sozinho.'


Da primeira vez era a cidade,da segunda o cais e a eternidade.
Agora eu já sei,da onda que se ergueu no mar e das estrelas q esquecemos de contar.
O amor se deixa surpreender,enquanto a noite vem nos envolver.

Tá doendo tanto,vc nem imagina.Qr saber?[vão todos pra ‘P.Q.P’...





Quando me olho no espelho vejo um fantasma…
sem vida própria, sem traços de gente.
Às vezes não me suporto. 

Nem quero me ver e fecho os olhos cheios de lágrimas.
E tal como estas lágrimas, o descontentamento invadiu minha existência.
E o tempo não sara as cicatrizes do amor… principalmente se sopra e nada nos verbaliza. 

Passa por nós como um tornado que nos destrói a vontade, o querer… 
e eu fico submetida como que atingida por uma falta de desejo ou vontade.
Por que é tão difícil fazer-te sair da minha vida?
Quando mais quero esquecer, mais as coisas que me rodeiam fazem eu recordar vc.
Ao lembrar as momentos que já passamos, as lágrimas caem pela face.
Certos dias, doe a cabeça de muito querer ver como te via.
Não gosto, nem quero pensar, que tudo foi em vão, porque sei que não foi.
Mas então, porque acabamos sempre por pôr um término ao que temos?
Sou insuportável, tu és intolerável. 

Existe entre nós uma sinestesia de corpos e pensamentos que não resolvemos, com medo de deixarmos de existir. 
Como se eu te dissesse ao ouvido inspira, agora expira;
Como se me ensinasse tudo aquilo que sou e levei anos para construir.
Não sou ninguém sem vc; vc recusa a ser sem mim. 

Precisa de mim na mesma proporção em que preciso de vc.
Sei o quão doloroso é tentar esquecer e tentar apagar vc da minha vida... 

já tentei uma vez, duas, três… não consegui e o resultado foi o que sabemos.
Não te quero apagar integralmente da minha vida... 

sustento ainda todas as recordações, das quais não quero renunciar.
Mas estas lembranças são demasiadas, e vão me roendo por dentro.

... cheguei a um ponto em que vc se encontra completamente impregnado em mim, na minha mente, no meu sangue, no meu ser...
Já não sinto o coração dentro de mim, entreguei-o por vontade, por paixão.
Me magoei tanto.
Magoei a ti.
E pior ainda, magoei outros.
Não sei o que seria mais adequado a fazer agora... se ficar, ou partir para outro...
Uma parte de mim quer isso... mas a outra parte agarra-se de unhas e dentes a ti...
Porquê?
Diz!
Não sabes!
Não sabes, mesmo?
Eu também não!
E de tanto tentar perceber aquilo que sou, sinto cansaço de tudo.
Principalmente de mim! 



=/

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Música perfeita,se encaixou PERFEITO com o momento¬¬



(8)
(...)

Agora não tem mais mistério
Só são duas opções:
Opção 1:
Você resolve se entregar de coração
De corpo e alma sem ter medo da paixão
E vem com tudo acreditando que vai
Ser feliz
Opção 2:
Você desiste antes mesmo de tentar
Não da uma chance pra alguém
Te completar, deixa tudo pra depois


Vamos lá, vamos decidir
Minha opção está pra lá de escolhida
Vamos lá, vamos decidir
Ou abre a porta ou um bye bye de despedida
Vamos lá, vamos decidir
Quem beija assim é porque quer é porque gosta
Vamos lá, vamos decidir
Tô ansiosa esperando uma resposta
( L )

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

EU'


Não tente me entender...
Conviva..
Eu sou mto complicada...
Sei lá..
Nunca sei direito o que quero..
Sou mto curiosa...
Mto ansiosa...
Qdo quero uma coisa...
Quero pra agora...
Odeio esperar...
Odeio a falsidade...
Odeio futilidade...
Odeio mentiras...
Tenho personalidade...
Não mudo para agradar ninguém...
Quem gostar de mim...
Tem que gostar do jeito que eu sou...
Odeio pessoas sem personalidade...
Odeio quem precisa de popularidade para se firmar...
Popularidade cada um faz a sua, e tem a que merece...
Sou mto amiga...
Quem tem minha amizade..
Pode sempre contar cmg...para o que precisar...
Tenho um monte de coisas pra fazer ainda...
Sonhos pra realizar...
Coisas pra conquistar...
Por isso vivo cada dia batalhando
Para conquistar o que almejo
E realizar os meus sonhos

"Pra mim, felicidade é poder estar, com quem eu gosto em algum lugar"

'um tempo ♥ =/


"tudo que é bom,dura o tempo necessário para se tornar...
...I N E S Q UE C Í V E L!"




PS: estou tão triste.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Juh-♥


- Tє vєr є não tє quєrєr;
é improvávєl, é IMPOSSÍVEL! x)
 ()•→• → te a m o' ௰"

domingo, 29 de novembro de 2009

¬¬ Vc é ñ. [Juh



Você não é tudo pra mim.
Não é minha única causa, nem minha única guerra.
Seu nome não é o título da minha história.
E o meu silêncio não é propriedade exclusiva sua.
Você não é meu único carnaval.
E não são apenas seus defeitos que me irritam.
Não sou monoteísta para adorar um único deus.
E não imagine que sua mão estaria sozinha pra me socorrer.
Meu vocabulário não se limita a seus adjetivos - existem mais sete maravilhas no mundo além de você...
Não são só suas pintinhas [sinais] que tenho pra contar.
Você não é minha única adrenalina.
Você não é cada centímetro quadrado do meu chão.
O amanhã acontecerá com ou sem você (...)
Meu registro de chamadas não vem obsessivamente com seu número (...)
E não sejamos hipócritas: há outros perfumes no ar além do seu.
Você não é o único com 36,5°C(...)
Você não é o meu único vício.

E por não ser tudo isso, por ser um entre tantas alternativas, você é o meu não a todos os outros. VOCÊ É A ESCOLHA! Aquele a quem sou devota por dever ou coração. Meu sim a você é um exercício de livre-arbítrio praticado segundo a segundo. Sim a um contrato sentimental que nada distingue, separa, sobrepõe ou submete.
Alt+3






sábado, 28 de novembro de 2009

Nós mulheres somos complicadas.


¬¬Não adianta negar, é uma coisa de natureza. 
Afinal, se não fosse para ser assim, homens também menstruariam, engravidariam e tudo o mais. 
De modo geral, somos mais difíceis na hora de nos vestirmos, de escolher o que vamos comer… mas nada chega nem aos pés da capacidade feminina de complicar o que, em geral, já não é fácil: relacionamentos amorosos.
Não entendeu? 
Vou dar um exemplo básico, então. 
Tenho certeza de que os homens vão se identificar e as mulheres vão se acusar.
Você tem um namorado, casinho, rolo, peguete, marido… não importa a relação. 
Basta dizer que você está sentimentalmente ou sexualmente envolvida com um mancebo. 
Um belo dia, vocês conversam pelo MSN ou no telefone e é chegada a hora de desligar. 
O rapaz diz ‘Tchau’, enquanto a gatinha manda um beijão. Pronto: só isso já é o suficiente para a moça armar um drama com energia suficiente para detonar uma bomba atômica.  
“Tchau? Como assim tchau? Ontem você disse que me amava, seu cafajeste! Você não gosta mais de mim! Você não me quer mais… Buááááá”
Já seu bofe provavelmente não dará à mínima se você disser “tchau”, e isto por que “tchau” é, afinal, uma despedida bastante aceitável. 
Você fala “tchau” pro seu chefe, pra sua irmã, pro professor da academia e pra secretária do seu médico. Provavelmente, ele só vai perceber que tem alguma coisa errada se a parte feminina da relação terminar a conversa com um ‘Vai tomar no c*’. 
Não importa para ele que todo dia você se despeça com um ‘Beijooooooo meu lindo’. 
Pra ele Tchau é tchau. 
Ele não vai reparar que você está chateada. 
Mesmo que ele perceba, ele vai perguntar e você, ofendidíssima, dirá que está tudo certo. 
Até o dia em que vai explodir e, aos prantos, vai acusá-lo de não te amar mais só porque ele disse tchau “naquele dia em que você sabia que eu estava sensível”.
Dizem que as mulheres têm mais intuição. 

E talvez por acreditarmos nisso, achamos que percebemos variações na voz, intenções de olhares, gestos imperceptíveis… enfim, coisas que muitas vezes nem existem, mas que insistimos em acusar. 
Depois não sabemos por que os rapazes ficam loucos!
Como eu disse, tento sempre ter uma visão prática das coisas. Segundo uma grande amiga, a frase que eu mais falo quando alguém me conta um problema é “Menina, tudo é simples, a gente é que complica a vida”
E eu acho mesmo isso.
Só que, como toda mulher, ainda estou a anos-luz da praticidade masculina. 
O que não é necessariamente bom nem ruim, apenas diferente! 
Afinal, ver a vida só em preto-e-branco deve ser mesmo muito chato, viu meninos?! 

Minha visão da vida: adoravelmente complicada.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nós ñ somos como as OUTRAS!

Prezada Mulherzinha,
o que eu te direi é duro, mas poderá te fazer um bem enorme .
Chega de se comportar assim.
Como se estivesse lutando pelo posto De Miss Maravilha do Mundo chega dessa competividade suburbana - eu sou a melhor, eu sou +..
Ou você é assim porque ainda não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a primeira da classe.
Esse teu afã psicopata de vencer todas as paradas só te deixa ridícula.
Isso é coisa de mulherzinha.
Seja honesta uma vez na vida: confesse.
Que você não é nada tão wild quanto se vende.
Que não sabe falar tão bem inglês assim.
Que fez escova progressiva.
Que tem dermatite...
E enfim você terá alguma paz, pois se reconhece humana, e não a barbie boba que você procura ser. Acredite: idiotice só te faz charmosa para os cafajestes.
Se continuar assim, nunca vai aparecer aquele cara bacana que você gostaria que aparecesse; para lutar por você, até te conquistar, e destruir essa tua linda silhueta com uma gestação de 15 quilos.

♂♀


Há momentos na vida em q sentimos tanto a falta de alguém q mais queremos é tirar a pessoa de nossos sonhos e abraçá-la.
A felicidade aparece para aqueles q choram.
Para aqueles q se machucam e aqueles q buscam e tentam sempre.
E para aqueles q reconhecem a importância das pessoas q passam por suas vidas.
A vida é curta,mas as emoções q podemos deixar duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar pq um belo dia se morre.
Eu?!
Apenas pensei q viver fosse fácil e q pessoas especiais nunca iam embora!
Acreditei q ser feliz era uma questão mais nossa do q de qualquer outra pessoa,mas esqueci q é impossível ser feliz sozinha,e q por isso mesmo nem sempre depende da gente fazê-lo!
Respirei fundo qdo achei q poderia machucar alguém,mas não pude evitar,quem um dia não conseguiu fazer isso por mim!
Me tranquei no quarto outra noite com medo q alguém visse minhas lágrimas,mas esqueci de enxugá-las qdo levantei pela manhã!
Me indignei qdo não pude impedir a partida de quem mais amava na vida e hj sei q poderei vê-la na glória mais o q posso sentir transformou com a falta!
Já pedi a Deus q o tempo congelasse para q eu pudesse sentir por mais tempo o cheiro de chuva molhada de manhã cedo!
Já acreditei piamente q um dia a dor q eu sinto no peito iria passar, hj já sei q ela nunca passará, serei eu q terei de acostumar-me.




É loucura↓↓↓

↓↓
É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou o dedo...
Perder a fé em todas a orações porque numa vc ñ foi atendido...
Desistir de todos os esforços porque num deles vc fracassou...
Condenar todas as  amizades porque uma te traiu...
Jogar fora as tentativas de ser feliz porque uma tentativa ñ deu certo...

É imprescíndivel ñ cometer loucuras nessa nossa caminhada.

Lembrando sempre q:
uma outra chance
Uma outra amizade
Uma nova força
É só ser perseverante e procurar ser mais feliz a cada dia!
A glória ñ significa "nunca" cair mas, erguer-se toda vez que for necessário.


Deus sabe quem eu sou sem que eu precise dizer...vc pode tirar suas próprias conclusões.↓↓




¬¬

↓Ligação¬¬

↓Passanduh só pra registrar.
Ontem ás 21:37 ,telefone toca.
Quem é?
'do outro lado do tel-> [M.]

PS: É bom saber q temos amigos.  ↓
AdorUh  ↓↓↓

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Fim d ano a gente pensa em mudanças. [bem parecido comigo esse texto]


Fim de ano, a gente pensa em mudanças....
A vida vive pedindo pra gente mudar.
Nós sabemos bem disso!
Vamos... Cedi às forças internas que pedem para eu mudar sem resistir.
Afinal, toda mudança é para melhor, ñ é verdade?
Olhei para trás e vi as fases de minha vida. Nem sempre foi confortável. Especialmente para pessoas como eu,com maneiras e idéias muito cristalizadas.
Mas é preciso estar disposta a jogar fora gradualmente as idéias que parecem boas, confortáveis e seguras.
E quando eu estiver completamente livre e aberta para receber idéias novas e revolucionárias, as mudanças vão acontecer em minha vida...
Parei de esperar a felicidade sem esforços. Parei de exigir das pessoas aquilo que muitas vezes nem eu consegui conquistar.
E, definitivamente, deixei de ser crítica e trabalhei mais pra mim, para a minha felicidade e para o mundo, sem me esquecer de agradecer.
Agradeci a tudo que tenho na vida.
Tudo!
Inclusive aquilo que eu chamei de dor!
Minha compreensão de mundo, é muito reduzida para julgar os outros...
Encarei a mudança como um degrau para revelações ainda maiores e mais maravilhosas que estão aguardando lugar em mim para poderem se manifestar.
Eu não posso avançar para o novo se ainda estou obstruída e contaminada pelo velho. Deixei-o para trás.






E tem mais...
Mudei enquanto tenho o poder de fazer isso.
Pela dor ou pelo amor, eu posso mudar,viu? Ou então alguém ou alguma situação poderá pilotar o meu processo de mudança e de transformação.
Vou! Coragem! eu posso! Sou capaz! Irei me superar!
A razão da minha vida sou eu mesmo! 

 PS :  texto adaptado




Me chamem do q quizer.



Se parece ingênuo que eu acredite nas pessoas, que me chamem de tola.
Se parece impossível que eu queira ir onde ninguém conseguiu chegar, que me chamem de pretensiosa.
Se parece precipitado que eu me apaixone no primeiro momento, que me chamem de inconsequente.

Se parece imprudente que eu me arrisque num desafio, que me chamem de imatura.
Se parece inaceitável que eu mude de opinião, que me chamem de incoerente.
Se parece ousado que eu queira o prazer todos os dias, que me chamem de abusada.

Se parece insano que eu continue sonhando, que me chamem de louca.
Só não me chamem de medrosa ou de injusta. porque eu vou à luta com muita garra e muita vontade de acertar.
E foi lutando que eu perdi o medo de ser ridícula. de ser enganada. de ser mal entendida.
Perdi, na verdade, o medo de ser feliz.

Não me incomoda se as pessoas me veem de forma equivocada.
O importante mesmo é como eu me vejo...
Sem cobrança. sem culpa. sem arrependimento.
A gente perde muito tempo tentando agradar aos outros. tentando ser o que esperam de nós.
Eu sou o que sou e não peço desculpas por isso.

No meu caminho até aqui, posso não ter agradado a todo mundo, mas tomei muito cuidado para não pisar em ninguém.
Sendo assim, me chame do que quiser, eu não ligo...
Porque eu só atendo mesmo quando chamam pelo meu nome, que eu tenho o maior orgulho de carregar.




Texto: Lena Gino

Vocabulário da VIDA

Adeus:
É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.

Amigo:
É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta.

Amor ao próximo:
É quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos.

Caridade:
É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.

Ciúme:
É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Lágrima:
É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Mágoa:
É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar

Netos:
É quando deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.

Orgulho:
É quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.

Perdão:
É uma alegria que a gente dá e que pensava que jamais a teria.

Pessimismo:
É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.

Paz:
É o prêmio de quem cumpre honestamente o dever.

Raiva:
É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.

Simplicidade:
É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Saudade:
É estando longe, sentir vontade de voar; e estando perto, querer parar o tempo.

Sexo:
É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro.

Solidão:
É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

Ternura:
É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.

Sinceridade:
É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho. 




Trecho do livro "O Homem que Veio da Sombra" (Luiz Gonzaga Pinheiro)


Ele'


Chegou ,
entrou ,
    Fechou α ρortα!.


      E ficou no meu ›› () -'

' INCERTEZAS ' [essa é do meu abuso réi , amUh]

Você se atreve a sair, você se atreve a entrar
Quanto tempo você pode perder?
Quanto tempo você pode ganhar?
Se você entrar vai para a esquerda ou direita?
Vai até a metade ou nem isso tenta?
Você ficou tão confuso que começa devagar
Pistas longas e com curvas e você tem que acelerar
e andar muitos quilometros em todo tipo de lugar fútil
até que você chega em lugar ainda mais inútil,
um lugar de espera, pra gente apenas esperar...
Por um trem que vai partir ou um ônibus que vai chegar,
ou o avião decolar, ou o telefone tocar, uma música acabar
ou uma correspondência chegar,ou a chuva passar...
ou a neve tocar o chão...esperar por um sim ou o não.

                                                    By.: César Oliveira

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

NamoranUh'



 

Me permiti dar uma nova chance de ser feliz,
afinal...
Não importa o ontem, o hoje ou o amanhã; o que me interessa é o que sinto, e de momento, eu gosto ... '


Ele?
Diferentes dos outros , sabe a hora certa de agradar ;)
Aquele que todoos as garotas sonham de teer ,
aquele que ama, que sabe seer Romantico mas, aquele que sabe a hora de seer bomouruiim !
Posso virar seu melhor sonho ou pior pesadelo ,
a escolha quem faz é você ;
Ninguem sabe o verdadeiro eu de seer,
mas eu te garanto vou ser a melhor para você .






PS: 웃♡웃
 [18 de novembro de 2009]

domingo, 15 de novembro de 2009

07 de novembro de 2009

Receber uma ligação as 15:20 de [M] foi algo q euh realment ñ esperava 
e ñ poderia deixar de postar no meu diário virtual {huiashuias'


Sempre é bom rever os velhos amigoOos,foi bom te rever ninoh.

')

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Novas escolhas]




A minha vida mudou drasticamente nos últimos tempos, surgiram coisas novas, desfiz-me de coisas velhas, desisti de outras coisas que me davam verdadeiro prazer…
enfim, foram tempos complicados em que muitas opções se fizeram, e como eu costumo dizer, quando as coisas deixam de ser compatíveis há que fazer certas escolhas, certas ou não estas foram as minhas.
Continuo com um medo enorme do que virá aí, sinto ainda mais medo da falta que me vai fazer aquilo que larguei.
Continuo perdida e com uma vontade enorme de que tudo isto acabe, tudo isto passe… estranho ser o humano!
Estranha forma de vida…
Não volto a deixar que me pisem e que me falem de uma maneira tão vã, também tenho sentimentos, mesmo quando não parece!
Pergunto-me como posso sofrer tanto por algo que nunca foi realmente meu?


Em uma das minhas leituras pela internet descobri este post… diz tudo aquilo que quero dizer-te mas não tenho coragem...


"Fica aqui, só mais um bocadinho, enquanto faz frio lá fora e a noite engole a luz que resta na rua. Fica, aqui, um bocadinho, enquanto esse pedaço de tempo for eterno, como diz o poeta.
Fica aqui a ouvi-lo. Anda, desaparece comigo. Aqui. Só até ser noite.
Fica aqui enquanto não chove, enquanto não faz sol, enquanto não é Inverno, nem Verão.
Fica aqui enquanto não existe mais nada fora destas quatro paredes.
Fica aqui e o mundo fica aqui conosco.
Só enquanto estivermos assim.
Só durante este último bocadinho.
O mundo espera por nós. Espera sim, acredita.... Queres ir ver? Olha pela a janela, nada mudou!
Volta para aqui. Deixa as pessoas correrem pelas ruas.
Deixa as ruas misturarem-se numa só, sem nome, sem morada, sem sentido.
Deixa as pessoas correrem de nada e para lugar algum.
Não as sigas, vem para aqui.
Esquece a vida delas e ouve só a minha.
Escreve esta história, agora. Ouve-nos, agora. Agora, enquanto o futuro não chega.
Agora, enquanto a noite cai lá fora e nós podemos ficar aqui a vê-la cair.
Chega-te a mim. Abraça-me e deixa-me ficar aqui!
Só mais um bocadinho.
Deixa-me pedir-te hoje.
Deixa-me pedir-te sempre. Não, não quero "pedir a ti" ... Quero pedir-te.
Deixa-me pedir por ti sempre.
Fica aqui só mais um bocadinho.
Só até acordarmos e voltarmos a adormecer.
Só até a noite se transformar de novo em dia.
Só até perdermos a noção do tempo.
Só até ser a tua vez de me pedir para ficar aqui.
“Só mais um bocadinho.”

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

:'(




Nem sempre a vida tras de   v o l t a,
 o que o tempo separou do coração.'

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Se eu morrer antes de vocês, faça-me um favor'[aos meus amigos,q tanto amuh


Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele ter me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito,esqueça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer uma santa, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santa, mas estava longe de ser a santa que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de danada, mas que a vida inteira eu tentei ser uma boa amiga.
Espero estar com Deus o suficiente para continuar sendo útil a vocês, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase:


"Foi minha amiga, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus!"



- Aí, então, derrame uma lágrima.Eu não estarei presente para enxugá-la,mas não faz mal. 
Outros amigos farão isso no meu lugar. 
E, vendo-me bem substituído,irei cuidar de minha nova tarefa no céu. 
Mas, de vez em quando,dê uma espiadinha na direção de Deus. 
Vocês não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo vocês olhar para Ele. 
E, quando chegar  vez d vocês ir para o Pai,aí, sem nenhum véu a separar nós, 
vamos viver, em Deus,a amizade que aqui nos preparou para Ele. 
Vocês acreditam nessas coisas? 
Então ore para que nós vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, 
e que morramos como quem soube viver direito. 
Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, 
e se inaugura aqui mesmo o seu começo.

Pois, se eu morrer antes de vocês, acho que não vou estranhar o céu...
Ter sido amiga d vocês !já foi um pedaço dele.!


[Chico Xavier

27 de outubro de 2009'

' Cada escolha que fiz foi diferente
e minha vida mudou completamente. 
E aprendi que, se voc faz isso , 
está vivendo a vida plenamente.  
Não importa se voc tem 5 minutos ou 50 anos.'

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Que algumas pessoas não acreditem que o homem esteve mesmo na lua, dá até pra entender, mas tem gente que não acredita em amor, e isso é imperdoável.


Podemos não acreditar no que nossos olhos vêem, mas não podemos desacreditar no que sentimos.
Você já ficou com a boca seca diante de uma pessoa?
Já teve receio de ela estar ouvindo as batidas do seu coração?
Bem, isso tudo não é prova de amor, apenas de ansiedade.
Amor é outra coisa.
Amor é quando você acha que a pessoa com quem você se relacionava era egoísta, possessiva e infantilóide e isso não reduz em nada a sua saudade, não impede que a coisa que você mais gostaria neste instante é de estar tocando os cabelos daquela egoísta, possessiva e infantilóide.
Amor é quando você não compreende direito algumas coisas, mesmo tendo o QI mais elevado da turma, mesmo dominando o pensamento de Sócrates, Plutão e Nietzche.
Perguntas simples ficam sem resposta, como por exemplo: como é que eu, sendo tão boa gente, tão honesto e com um coração tão grande, não consigo fazê-la perceber que ela seria a pessoa mais feliz do mundo ao meu lado?
Amor é quando você passa dias sem ver quem você ama, depois se passam meses, e aí você conhece outra pessoa e passam-se décadas, e você já nem lembra mais do passado, e um dia qualquer de um ano qualquer você se olha no espelho e pensa: como é que eu consegui enganar a mim mesmo durante todo esse tempo?
Amor é quando você sente que seria capaz de amarrar o cadarço de um tênis com uma única mão ou de fazer a chuva parar só com a força do pensamento caso a pessoa que você ama lhe mandasse um sim deste tamanho.
Amor é quando você sabe tintim por tintim as razões que impedem o seu relacionamento de dar certo, é quando você tem certeza de que seriam muito infelizes juntos, é quando você não tem a menor esperança de um milagre acontecer, e essa sensatez toda não impede de fazê-lo chorar escondido quando ouve uma música careta que lembra os seus 14 anos, quando você acreditava em milagres.
Tudo isso pode parecer uma grande dor, mas é uma grande dádiva, porque a existência do amor está toda hora sendo lembrada.
Dor é quando a gente está numa relação tão fácil, tão automática, tão prática e funcional que a gente até esquece que também é amor.




(Martha Medeiros)

sábado, 24 de outubro de 2009

24/10/2009[ Acreditei; Errei mas aprendi.




'Hj vi q,
...devemos aprender q ñ podemos fazer com q alguém nos AME.
O certo é se deixar AMAR.


Q só é preciso alguns segundos para abrir profundas feridas nas pessoas amadas
e q é necessário anos para curá-las...



... q há pessoas q nos AMAM muito,
mas simplismente ñ sabem como expressar ou demonstrar seus sentimentos.
...q duas 'pessoas' podem olhar pra mesma coisa
e vê-la de forma TOTALMENT diferente.


=/

PS:  eram só planos.
'planos podem ser desfeitos. =(

23-10-2009[PROMATER]

'troquei meu cineminha por parte da noite no PROMATER,
enfim...
amigos são pra essas coisas[tbm] né Marcão?
hehehe
Q bom q  vc tá melhor.
=)